STF discute redução de salários de servidores

A lei de responsabilidade fiscal estabeleceu a possibilidade de redução compulsória dos salários dos servidores públicos, mediante a redução proporcional da jornada de trabalho, sob a alegação de redução de custos com a folha.

Tal expediente representa 2 grandes ameças: a degeneração dos serviços prestados à sociedade e prejuízos a vida dos servidores públicos.

Em razão disso, foi proposta uma ação que visava a suspender os efeitos deste dispositivo. A ação, cujo exame cabe ao Supremo Tribunal Federal, STF, gerou a suspensão em 2002, por unanimidade, dos trechos da lei que permitiam a redução de salário e de jornada de trabalho de servidores.

A medida que foi escrita como emergencial, poderia se tornar regra, sendo acionada quando o gasto com pessoal ultrapassasse o limite de 60% da receita líquida para Estados e Municípios, e 50% para a União.

Agora, um grupo de governadores, com o apoio do governo Bolsonaro e sua equipe econômica tentam reverter essa decisão e aplicar mais este duro golpe contra o serviço público... Dia 27 de fevereiro, esta próxima quarta-feira, o STF, deve voltar a discutir o tema.

Como votarão?

Pensarão nos interesses da população e dos trabalhadores ou atenderão aos políticos e banqueiros?

Estaremos atentos!


73 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

ASSEMBLEIA DO SINDISEP-RJ

Companheiras e companheiros: Queremos lembrar que hoje, as 10h30 em primeira convocação e 11h00 em última, será realizada uma assembleia geral do Sindisep-RJ que tem como pauta a deflagração de greve

Rua Visconde de Inhauma, n.º 58, sala 1108 - Centro

Rio de Janeiro - RJ, CEP 20091-007 - Brasil