Sindisep/RJ na luta em defesa do Abrigo Cristo Redento

Da perseverança, resistência e coragem, vistas nas inúmeras lutas em defesa do Centro de Promoção Social Abrigo do Cristo Redentor de Bonsucesso no Rio de Janeiro, nasce um projeto cidadão que alimenta a esperança de dias melhores e mais dignos para as pessoas idosas da cidade do Rio de Janeiro: o projeto “Cidade da Pessoa Idosa”.


Tal proposta, concebida por servidores federais lotados no Abrigo, e, posteriormente, ​ajustada, aprovada e encaminhada pelo Fórum ​Permanente da Política Nacional e Estadual do Idoso no Estado do Rio de Janeiro - Fórum PNEIRJ, se alinha aos anseios fundamentais dessa população. A partir do projeto aprovado, um número maior de pessoas idosas encontrará assistência social, além de, tendo em vista as demandas deste seguimento, estimular a criação de ​mais empregos ​para seu pleno funcionamento.


A proposta também deve ser celebrada por todos que vivem na cidade, não só a parcela da população idosa, pois desde a sua fundação por Levy Miranda, no ano de ​1936, o único Abrigo Federal administrado pelo estado do Rio de Janeiro (por meio de convênio), passou por um grave e contínuo processo de desmonte, especialmente durante os anos dos governos de Cabral e de Pezão,  quase sucumbindo ao total descaso das instituições do Poder Público.

Mas veio a superação, e o Abrigo voltará a ser grande e importante ​pelos seus feitos na área de assistência social.


Público alvo nº 1 do projeto “Cidade da Pessoa Idosa”

Segundo o Ministério da Saúde, desde 2016, o Brasil tem a 5ª população mais idosa do mundo. Dados da Pesquisa Nacional de Amostra de Domicílios (PNAD), do IBGE, mostram que, hoje, o Rio de Janeiro é o estado com maior número de pessoas idosas no país. Diversas projeções apontam para o acelerado envelhecimento das bases demográficas brasileiras. Atualmente, um grande número da nossa população idosa encontra-se em condições precárias de sobrevivência com recursos próprios, vivendo nas ruas, ocupando leitos na rede pública hospitalar por não terem mais ligações com suas famílias ou em outras situações vulneráveis. Com o projeto “Cidade da Pessoa Idosa”, o Abrigo vai ser o lugar ideal onde essas pessoas, que poderão almejar voltar a viver sendo tratadas como cidadãos, com respeito, com dignidade.



Público alvo nº 2 do projeto “Cidade da Pessoa Idosa”

Com a ampliação do Centro Dia, para acolhimento de idosos durante algumas horas, sem pernoite, mais famílias terão onde deixar seus parentes idosos durante o dia, tendo toda assistência. Com ruas e áreas arborizadas, o Abrigo oferecerá um espaço agradável com acessibilidade e segurança para idosos que costumam fazer caminhadas e outros exercícios ao ar livre, propiciando a convivência com a devida paz, afeto e atenção.


Informe nº 1: Reunião com o governo do Rio de Janeiro

No dia 27/02/2019, a Coordenação do Fórum PNEIRJ foi recebida na Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos pelo subsecretário Ronaldo Lapa e sua equipe. Na reunião foi feita a apresentação do funcionamento do Fórum.  Outras questões inerentes ao seguimento idoso foram tratadas, inclusive os problemas do Abrigo do Cristo Redentor. Em seguida, foi entregue ao subsecretário as sugestões do projeto “Cidade da Pessoa Idosa”.  O diretor do Sindisep-RJ e membro da Coordenação do Fórum, Antonio Carlos Castilho Abreu (Carlinhos), falou pelo Fórum. Segundo Carlinhos "a reunião transcorreu tranquila e respeitosa, com a manifestação de interesse por parte da Secretaria em resolver os problemas relatados".


Informe nº 2: A Ouvidoria do Ministério Público também é sua porta de entrada

O canal de comunicação com a Ouvidoria do Ministério Público Estadual, MPE, apresentado em reunião da Coordenação do Fórum PNEIRJ, visa a receber e registrar denúncias de qualquer tipo de ação que prejudique aos idosos.

As notificações podem ser feitas pelo telefone 127, pela internet www.mprj.mp.br, e também por carta, a ser enviada para Av. Marechal Câmara, nº 370, Rio de Janeiro, RJ, CEP 20.020-080. Não é necessário se identificar, mas se o denunciante assim desejar, é só pedir sigilo de sua identificação. Tome partido! Não permita que idosos, principalmente com a saúde debilitada, continuem sendo vítimas de oportunistas inescrupulosos, especialmente os que aplicam golpes financeiros. Denuncie sem medo.



Expectativas do Sindisep-RJ com relação à defesa do projeto “Cidade da Pessoa Idosa” junto ao governo Witzel

O Sindisep-RJ considera importante a luta pela implantação do projeto “Cidade da Pessoa Idosa”. Considera também importante que o atual governo promova uma auditoria nas contas do Abrigo, uma vez que há indícios de falta de transparência na aplicação da verba pública federal repassada mensalmente para manutenção específica do Abrigo. Existem graves problemas decorrentes da falta de dinheiro, e que são alvos de denúncias ao MP.

O Sindicato entende que é preciso também apurar possíveis irregularidades no recebimento dos benefícios dos idosos curatelados, visto que os funcionários que cuidam disso não são servidores públicos federais. “Se no Abrigo não tem onde gastar. Se [os idosos] não tem a menor condição de saúde para ir a bancos, então é urgente apurar tudo, começando com uma visita aos bancos”, defende Carlinhos.


Informe nº 3: Sindisep-RJ realiza assembleia dos servidores públicos federais no Abrigo

No início do ano, dia 30/01/2019, foi realizada assembleia de trabalhadores no Abrigo para discutir e deliberar a pauta geral dos servidores federais e do sindicato, bem como propor soluções para o plano de saúde. Estiveram presentes os diretores Raul Bittencourt, Antonio Carlos de Castilho Abreu (o Carlinhos), Paulo Sérgio da Silva Christóvão e Antonio de Paula Roldão. Também compareceram representantes do plano de saúde ASSIST. Conforme ponto de pauta, os servidores José Evangelho dos Santos (conhecido como Rangel), José Barbosa Lima Filho, Célia Maria Barbosa de Carvalho e José Viana de Oliveira, foram indicados e aprovados como membros da Comissão Local que representa a base do Sindisep-RJ no Abrigo.


Informe nº 4: Reunião do Fórum do Idoso tem participação do MPE [Ministério Público de novo? Se sim, padronizar a sigla]

Recentemente, no dia 13/03/2019, foi realizada mais uma reunião mensal do Fórum PNEIRJ, no auditório da ASAPREV - Associação dos Aposentados e Pensionistas da Previdência Social no Rio de Janeiro. Na ocasião, o representante do MPE, participou falando de questões importantes como participação das associações e sindicatos no acompanhamento do Abrigo, da importância da capacitação dos conselheiros e presença de pessoas externas nas reuniões no Conselho do Idoso.


Informou ainda que a Defensoria Pública tem um núcleo de atendimento a pessoa idosa, localizado na Rua Humberto de Campos, 315, no Leblon (tel.  2332-6338). Nesta Reunião, além do diretor do Sindisep-RJ, e membro do Fórum, Carlinhos, estiveram também presentes a diretora do Sindisep-RJ, Edna Rosa, que passa agora a fazer parte do Fórum, juntamente com o também diretor do Sindisep-RJ, Joaquim Adérito.


O Abrigo do Cristo Redentor como referência na assistência às pessoas idosas é nossa bandeira de luta.

Sindicato é pra lutar!!!

48 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

ASSEMBLEIA DO SINDISEP-RJ

Companheiras e companheiros: Queremos lembrar que hoje, as 10h30 em primeira convocação e 11h00 em última, será realizada uma assembleia geral do Sindisep-RJ que tem como pauta a deflagração de greve

Rua Visconde de Inhauma, n.º 58, sala 1108 - Centro

Rio de Janeiro - RJ, CEP 20091-007 - Brasil